sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Proposta Político Pedagógica do Ensino Fundamental é aprovada

Documento prevê a manutenção e continuidade da implementação dos Ciclos de Formação como política educacional em Goiânia

A Proposta Político-Pedagógica para a Educação Fundamental da Infância e da Adolescência aplicada na rede municipal de ensino de Goiânia foi aprovada no último dia 21, por meio da Resolução nº 128/16, pelo Conselho Municipal de Educação (CME). 

A elaboração do documento é fruto de esforço da atual gestão para a manutenção e continuidade da implementação dos Ciclos de Formação e Desenvolvimento Humano como a política educacional aplicada no município de Goiânia. “A construção da proposta partiu de um amplo movimento de discussões e reflexões coletivas com o envolvimento de professores, coordenadores, diretores, apoios pedagógicos, pais e educandos, além de representantes do CME, sindicatos e universidades”, ressalta a secretária municipal de Educação e Esporte, Neyde Aparecida.


Toda a equipe envolvida no processo sistematizou as contribuições em um documento preliminar, que foi submetido à análise coletiva em seminário realizado no dia 23 de fevereiro de 2016 com a participação de diversos profissionais da Educação.

Como síntese desse processo, após a análise e orientação da assessoria técnica, a versão final da proposta foi apresentada. “Este documento representa o compromisso da Secretaria Municipal de Educação e Esporte com a garantia da aprendizagem de todos os educandos, a partir de uma educação pública pautada na formação integral e emancipatória”, conclui Neyde Aparecida.

O documento está disponível na página oficial da SME no Facebook (Sme Goiânia), e uma cópia será enviada por e-mail para todas as instituições da rede municipal.

Serviço
Assunto: Proposta Político Pedagógica do Ensino Fundamental é aprovada
Contato: Assessoria de Comunicação – SME – 3524-5054

Lívia Máximo, da editoria de Educação e Esporte – Secretaria Municipal de Comunicação (SME)


Fonte: http://www4.goiania.go.gov.br/portal/pagina/?pagina=noticias&s=1&tt=not&cd=11721&fn=true

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

  
A Escola Municipal Recanto do Bosque recebe projeto-piloto que motiva e facilita a aprendizagem de educandos

Daniela Rezende

Aliar educação e tecnologia na sala de aula é um dos desafios da modernidade no ambiente escolar. A Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME), de forma a aproximar essa cultura digital contemporânea da sala de aula, firmou convênio com Google Suite for Education, desde o início de novembro, durante o V Simpósio de Educação e Tecnologia.

Na região noroeste de Goiânia, a Escola Municipal Recanto do Bosque recebe o projeto piloto. A ação intitulada Google for Education disponibiliza contas de e-mail para funcionários, professores e alunos da instituição sob o domínio @emrecantodobosque.com. Dentre essas ferramentas estão: as contas Gmail Educacional, o Google Classroom, o Google Drive e o Google Hangout, entre outras.

Liderci Maria de Andrade Kempfer, professora apoio do Núcleo de Tecnologia Educacional (NTE) da SME e que acompanha o projeto na escola, visualiza diariamente a importância do uso das tecnologias digitais para o trabalho pedagógico. “Cria-se uma nova cultura e o próprio aluno sente-se o autor desse processo, com mais motivação. Os educandos se tornam produtores do conhecimento”, explica.

De acordo com Liderci, a implantação do projeto teve início na turma de terceiro ano. “As crianças pequenas não têm uma leitura digital ampla, mas tiveram facilidade e conseguiram entender o processo com ferramentas mais lúdicas no primeiro contato. Antes do Google for Education, a escola trabalhava com a plataforma do mural digital e na migração para o Classroom, os alunos já se sentem em casa”, completa.

Para a professora da turma de terceiro ano, Adriana Lúcia da Silva, as atividades com mídias digitais na escola trabalham o pedagógico no processo de alfabetização. “As crianças primeiramente tiveram acesso a blogs, conheceram o computador e o tipo de comunicação. Depois, com a assessoria do NTE, fizemos a aula inaugural da plataforma do Google Educacional e uma sala de aula virtual, onde percebemos várias possibilidades”, afirma. “Tanto as crianças que já dominam o processo de leitura e escrita, como as crianças que estão em processo de alfabetização, conseguiram trabalhar na plataforma com facilidade, o que evita a exclusão pedagógica do aluno. O projeto também é facilitador no acesso às famílias, que podem conhecer o que está acontecendo na escola”, relata.
Poemas, jogos, quebra-cabeças, utilização do e-mail, postagem de textos são algumas das estratégias desenvolvidas com a turma. Para Gabriel Ferreira Barbosa, 9 anos, o aplicativo o ajudou a dar agilidade em suas atividades. “Eu era devagar para copiar texto, mas quando chegou o programa, eu fiquei melhor, já copio texto mais rápido e faço respostas. Antes, eu não tinha muita motivação”, destaca.


Implantação
A primeira ação do projeto foi desenvolvida durante o Simpósio, ocasião em que o educador selecionado e certificado pelo Google, Cleber Ferreira Oliveira, ministrou palestra sobre as ferramentas Google na cidade de Goiânia, em especial, o Google Classroom. O professor, que é líder do Grupo de Educadores Google na cidade de Uberlândia, presta assessoria no processo de implantação técnica e pedagógica da plataforma na Escola Municipal Recanto do Bosque.

Além do terceiro e sexto ano do ensino fundamental, turmas da Educação de Adolescentes, Jovens e Adultos (Eaja) integram as ações do Google for Education. A previsão é que, no primeiro semestre de 2017, as ações sejam estendidas para outras turmas da escola. “Na mesma perspectiva do projeto-piloto, visando maior integração da cultura digital no processo de ensino e aprendizagem, a SME pode ampliar a parceria com Google for Education para contemplar mais unidades educacionais”, afirma o gerente de Tecnologia Educacional da SME, Divino Alves Bueno.

quinta-feira, 24 de novembro de 2016



Seminário de Educação a Distância - A EaD na região Centro-Oeste: Institucionalização, Limites e Potencialidades

Este evento possui como tema a institucionalização da modalidade de educação a distância (EaD) na educação superior da região Centro-Oeste. O evento procura reunir representantes das instituições de educação superior da região, professores, estudantes, pesquisadores e dirigenteseducacionais para um exercício de socialização e análises de estudos/pesquisas e experiências da EaD, além de refletir e compreender como vemocorrendo o processo de institucionalização com vistas a identificar sua trajetória (rotina e permanência), ações e projetos, organização e procedimentos. 

O evento terá Conferências de abertura e encerramento, mesas-redondas, relatos de experiência e apresentação de trabalhos, contando com comissão científica com membros da área. Um dos objetivos, também, é tornar esse evento anual, para que as discussões a respeito da EaD na região tenham continuidade. Os debates em torno do tema central estarão agrupados em seis eixos:

  • Eixo 1- Políticagestão e financiamento da educação a distância
  • Eixo 2- Avaliação na EaD
  • Eixo 3- Tecnologiasmídias e processos inovadores na EaD
  • Eixo 4- Trabalho docente e Processos Didáticos na EaD
  • Eixo 5 - Educação híbridauma tendência na educação superior
  • Eixo 6- Tecnologias e mediações pedagógicas


Conferência de abertura: Diretrizes e Normas Nacionais para a Oferta de Programas e Cursos de Educação Superior na Modalidade a Distância: desafios e potencialidades da modalidade

PalestrantesDr. Luiz Fernandes Dourado - Doutor em Educação pela UFRJBrasil (1997). Universidade Federal de GoiásProdutividade CNPqFoimembro da Câmara de Educação Superior do  Conselho Nacional de Educação

Palestrante da CAPES – a definir - Diretoria de Educação a  Distância